Sistema de Animais Mágicas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sistema de Animais Mágicas

Mensagem por Instituto Durmstrang em Qui Jul 04, 2013 10:39 pm


ANIMAIS MÁGICOS





Durante todos os 7 livros da saga Harry Potter, percebemos que surgirão no decorrer da história diversos animais mágicos. Aqui serão descritas apenas aqueles que tiveram uma aparição importante na série, ou que são interessantes em demasia. Após a descrição individual de cada espécie existe uma escala de periculosidade a respeito do comportamento padrão, variando de 0 (inofensivo) a 10 (extremamente perigoso) e nos Registros você poderá encontrar uma ficha para que você possa escolher seu animal.

• Acromântula:

Originária das matas fechadas de Bornéu, a Acromântula é um aracnídeo que pode chegar aos 8 metros de altura. A acromântula é uma das poucas criaturas dotadas de fala humana, porém isto não disfarça sua enorme selvageria. Ela possui hábitos carnívoros e prefere presas de médio e grande porte, incluindo o ser humano, as quais mata com a secreção venenosa de suas pinças. A fêmea, maior que o macho, chega a por cem ovos por ninhada. Brancos e macios, possuem um metro de diâmetro, levam de seis a oito semanas para serem chocados e tem sua comercialização proibida.
Periculosidade: 7

• Basilisco:

Uma criatura das trevas, de poder enorme e criada pelo homem. Esta serpente gigante extremamente venenosa, que chega até 15 m de altura, é verde-escuro com duas longas e venenosas presas e grandes olhos amarelos. Um basilisco pode viver por até 900 anos, dado uma fonte de alimento adequada, apesar de que por comer a maioria de vertebrados (incluindo seres humanos), isto não é difícil de conseguir. O macho é diferenciado da fêmea por uma pluma avermelhada na sua cabeça. A criação de Basiliscos ocorre desde os tempos medievais, porém ela vem caindo desde a proibição de criações experimentais, mas esta lei foi raramente quebrada, mesmo por bruxos das trevas, uma vez que somente um ofidiglotas pode controlar um basilisco.
Periculosidade: 10

• Dragão:

O dragão, provavelmente o animal mágico mais famoso do mundo, encontra-se entre os mais difíceis de esconder. A fêmea é em geral maior e mais agressiva do que o macho, embora ninguém deva se aproximar de nenhum dos dois exceto os bruxos com aptidão e treinamento excepcionais. O couro, o sangue, o coração, o fígado e o chifre do dragão têm grandes propriedades mágicas, mas seus ovos são considerados Artigos Não Comerciáveis Classe A. Existem dez espécies de dragão, embora se saiba que elas ocasionalmente se entrecruzam produzindo híbridos raros.
Periculosidade: 10

• Elfo Doméstico:

O elfo doméstico é uma criatura de origem incerta, porém que está ligada ao ser humano desde que se tem notícia de sua existência. Mede cerca de 1 metro de altura e sua cabeça é desproporcionalmente grande em relação ao resto do corpo. Possue grandes poderes mágicos, incluindo poder desaparecer e reaparecer quando quer.
Ele é magicamente preso aos seus donos humanos, dos quais são obrigados a seguir ordens à risca por toda sua vida. A única maneira de serem libertados é recebendo uma peça de roupa.
Periculosidade: 1

• Fênix:

A fênix é um pássaro magnífico, de cor vermelha e porte de cisne, com um longo rabo, bico e garras dourados. Faz ninho no cume de montanhas no Egito, Índia e China, e tem uma vida longuíssima porque é capaz de se regenerar, irrompendo em chamas quando seu corpo entra em decadência e ressurgindo das cinzas novamente jovem. É um pássaro manso, a que não atribuem mortes, e se alimenta apenas de ervas. A exemplo do oraqui-oralá e do elfo doméstico, ela pode desaparecer e reaparecer quando quer. Seu canto é mágico: acredita-se que aumenta a coragem dos puros de coração e atemorize os impuros de coração. Suas lágrimas possuem poderosas propriedades curativas.
Periculosidade: 0

• Hipogrifo:

O hipogrifo é nativo da Europa, embora seja atualmente conhecido no mundo inteiro. Tem a cabeça de uma enorme águia e o corpo de cavalo. Pode ser domesticado, embora isso só deva ser tentado por peritos. Deve-se manter contato visual ao se avizinhar de um hipogrifo. Fazer uma reverência demonstra boas intenções. Se o hipogrifo retribuir a reverência, será seguro se aproximar. O hipogrifo escava o chão à procura de insetos, mas como igualmente aves e pequenos mamíferos. Em época de acasalamento, esse animal constrói um ninho no chão e ali deposita um único ovo, grande e frágil, que choca em vinte e quatro horas. O filhote de hipogrifo estará pronto para voar uma semana depois, embora ande vá levar meses para poder acompanhar seus pais em viagens mais longas.
Periculosidade: 2 a 7


CUIDADOS COM OS ANIMAIS:

- A cada semana deve-se postar no mínimo uma vez com seu animal.


INSTITUTO DE MAGIA - Créditos do Template: Victor Augusto
avatar
Instituto Durmstrang
Administrador
Administrador

Sexo : Masculino
Mensagens : 374
Idade : 26

http://institutodurmstrangr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum